AdBlock Detected

Parece que você está usando um bloqueador de anúncios!

Por favor. Contribua com nosso trabalho desativando o bloqueio de anúncios. Obrigado!

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Dicas de Desenvolvimento Pessoal, Relacionamento Afetivo e Frases Motivacionais

Arquétipos: O Que Você Nunca Vai Saber na Faculdade

O Que Você Nunca Vai Saber na Faculdade




Arquétipos: O Que Você Nunca Vai Saber na Faculdade

Neste texto, Marcos Strider, Piscólogo, vai te ensinar fatores sobre arquétipos que nunca te disseram. Mas, antes preciso falar de carl Jung que foi o idealizador da teoria.

Jung descobriu que os delírios dos loucos pareciam lançar mão de um estoque coletivo de imagens e símbolos arcaicos.

Seu encontro com essas imagens em sua “nekya” confirmou a existência delas. Em 1919, Jung, pela primeira vez usou o termo arquétipo para definir essa memória.

Além do inconsciente pessoal ele propôs um inconsciente coletivo formado por 2 componentes, os instintos e os arquétipos. 

Enfim, depois desta pequena introdução vamos ao que interessa. No planeta terra existem 3 tipos de energias arquetípicas e vamos a primeira:

Arquétipos: Eles Querem Esconder Isto de Você
arquétipos

Arquétipos: Energia Arquetípica do Curador

Quando você quiser ativar o curador, fale assim: “Eu já estive no seu Lugar!. A fala tem que ser voz baixa. Eu já acreditei que o mar não estava pra peixe até encontrar Jesus”.

Jesus chegou na pedra unida e falou: “Joga a rede ali!”. Todos os pescadores falaram: “Você tá doido? Ali não tem peixe!”. E jesus retrucou: “Joga a rede!”

A maior pescaria na vida de todos eles, mas o que Jesus tinha que os outros não tinham? Ele sabia pescar pessoas, entretanto, o que fazemos na internet? .

Então, esta fala é de um curador. “Eu sei o que é achar que o mar não está para peixe! Eu sei o que é estar aí!” Olha a tonalidade de Voz, portanto, esta é a ideia 1.

A ideia 2 é: “Eu sei o que é estar aí!” e a ideia 3 diz:  “Eu já passei por isso!”

Então, lembra: Pra você entrar no estado emocional do curador fale baixo e em seguida diga que você já esteve no lugar dele, abaixe e se puder senta-se.

Qual que é a palavra de comando do curador? Entender, compreender, trazer pra perto e empatia, enfim, não é sobre você e sim outro.

Arquétipos: Energia Arquetípica do Mestre

Como é que você faz para ativar o Mestre? Quando você está numa live ensinando alguém ou numa palestra ou em um treinamento você fala dessa maneira: “Anota! Eu quero que você anota!”

Quando eu digo anota, eu tô me conectando dentro de você, com seu lado infantil, um ensino médio que foi catequizado, doutrinado a respeitar e fazer o que o professor está dizendo.

Então, estou ativando aquele lugar que já está condicionado usando uma condicionante a meu favor. Portanto, não se esqueça: Quando digo: Anota! Eu estou dizendo para o teu cérebro que isto é imporante.

Já o tom de voz do mestre pode ser o que você quiser que seja. Agora, qual o pulo do gato? Linguagem declarativa, pois, quem não tem auto estima não possui linguagem de comando.

Por isto a palavra anota ativa esse lado de professor.

Arquétipos: Energia Arquetípica do Guerreiro

Quando é que você vai utilizar o Guerreiro? Você vai utilizá-lo na hora que você precisa aumentar o tom de voz, então, suas veias ficam saltadas e você aponta o dedo na cara da tela do computador.

E aí quando é que eu ativo o guerreiro? Eu o ativo quando digo: “Eu não aguento! Fico indignado! Isso é um absurdo!”.  Então, estas palavras é para evocar o guerreiro e isto é para o outro lado da tela sentir.

O guerreiro é muito mais que um jeito de entregar do que qualquer coisa. Já o mestre é didático e o curador é tranquilão, então, eu tenho esse guerreiro que é muito bom para intervenções, dedo na cara e confronto.

Você pode fazer um curador, também, mas o guerreiro é bom para trazer essa energia de confronto. As vezes, parece que o guerreiro só briga, entretanto, é possível você pode fazer um guerreiro positivo.

Por exemplo: Ambev faz exercícios de guerreiro pra vender. Batem palmas, pulam, aumentam energia dos funcionários para vendas. Então, você vai gritar, sair e falar mais alto, enfim, jogo pra cima. 




Arquétipos

Como é que você faz para entrar nesse estado emocional?

Você tem que tomar muito cuidado com as músicas que você usa, pois, tem música que tira dinheiro do seu bolso e tem música que bota no seu bolso.

Lembra que eu tenho três formas de ativar cada um?

Agora eu vou parar o visionário.

Qual é o segredo do visionário? Uma pausa para pessoa degustar, por exemplo: Você diz assim: “Eu quero que agora você imagine que acabou de cair na sua conta 50 mil reais”. 

Enfim, o segredo do visionário é levar a galera para o futuro ou para o passado.

Arquétipos

Qual a Sua Frequência Arquetípica? 

Pra responder esta pergunta vai depender do olhar crítico que você se encontra. Se você está no arquétipo do governo você vai dizer assim:

“Neste momento são mil pessoas que a gente está doutrinando para a nossa causa”.

Se for o mago ele vai dizer: “Neste momento são mais 1000 pessoas olhando pra gente e isto nos dá mais de 1000 poder”.

Se for um herói vai falar: “Agora são mais de 1000 pessoas pra gente arrumar para um movimento social e criar atitude pra fazer a diferença”.

Então, cada estação arquetípica é uma lente, óculos, como se fosse a lente do herói ou do mago.

Cada olho que você tá olhando a realidade é baseada em um imperador arquetípico que acaba definindo sua visão de mundo.

Arquétipos

Frequência Alta e baixa

A maior parte das pessoas estão em estações de frequência mais baixas, que são as frequências de colonizadores, suporte ou de um homem bobo.

Não são frequências que precisam ir à luta como as frequências mais altas, por exemplo: Herói, governo e mago que são frequências que fazem guerra.

Então, a maior parte das pessoas, principalmente, no Brasil estão na frequência do explorador, inocente ou homem comum. Por isso que discursos religiosos, políticos e de assistencialismo bomba no Brasil.

Estas estações arquetípicas de frequências mais baixas dependem, botam fichas e apostam nestas forças de frequência mais alta.

Arquétipos

Arquétipos Fracos Pedem Ajuda

Na Verdade, quanto mais baixo você estiver na frequência arquetípica mais você quer que outras pessoas lutem por você.

Quando alguém está vibrando dentro daquela frequência mais alta, inconscientemente, você bate continência e se sente obrigado a obedecer. 

E obedecer seria controle, mas arquétipo não é controle e sim influência. É como se diante daquela pessoa você tivesse mais influência pra você. Mas de que jeito? Só com a presença do outro.

Só que a maior parte das pessoas não entende a presença. Por isto que quando a gente diz: “Deus é onisciente e onipresente e ele tá em todas as coisas em lugares”, as pessoas respondem: Onde? Não estou vendo!

Não tem presença! As pessoas estão na presença das estações mais baixas, então, elas precisam da presença física! 

Tudo é comportamento. Imagine uma pizza de 4 fatias, certo? Isto era o primórdios da Psicologia e alguém olhou para esta fatia e disse: “É muito poder!“. Fatia essa pizza em quatro outras fatias.

Uma fatia ficou na psicologia como psicólogos entendem na faculdade, são uma formação mais histórica da psicologia, enfim, está disponível nas graduações. Já a outra fatia está na publicidade e a outra virou marketing.

E quando você começa a juntar as conexões desta fatia de pizza isto te dá  um posicionamento na vida, totalmente, exponencial, inclusive, Deus é exponencial.

Arquétipos

Exponencialidades através dos filmes.

O exemplo do filme X-Men fala muito sobre isto. A história do x-men está dividido entre mutantes e homens comuns sendo que tem dois líderes no mundo mutante: O professor Xavier e tem o Magneto.

O Professor Xavier passa a história inteira do X-Men defendendo a política de que podemos conviver bem com os humanos e em paz, enfim, não vai ter treta.

Magneto diz ao contrário: “Mano! isso vai dar merda! Ou é nós ou eles! A gente tem que dominar meu velho, não dá pra gente viver em paz! Esses caras vão ser recalque da gente! Não dá!”

E que acontece aqui e no final da história? Magneto sempre teve razão. O final da história do X-Men é o apocalipse e os X-Mens são todos capturados, pois, os humanos desenvolvem um programa artificial chamado sentinela.

Os sentinelas são especialistas em identificar os Dna mutantes que são usados para fins militares.

Então, a maior parte das pessoas vivem na merda. Alguns são X-Mens e outros estão na merda.

Arquétipos: Eles Querem Esconder Isto de Você
arquétipos

Quem Domina o Fator X

Portanto, quem domina tecnologia comportamental e exponencial libera o fator x. Na verdade, conhecimento e ativação cognitiva comportamental, aparelhamento cognitivo.

E vai ter uma pessoa sem treinamento, por exemplo, ele fica olhando o celular pra cima e pra baixo, entretanto, alguém com treinamento e aparelhamento coletivo sabe que celular é uma arma.

Você fica o tempo inteiro zapeando nos canais de Tv e agora você fica zapeando as contas dos influenciadores do instagram, enfim, só mudou a tela, pois, a mesma mentalidade continua.

As mesmas quantidades de pessoas que empreendem no Brasil ou no mundo é mais ou menos o mesmo número de pessoas que estão vendendo na internet e que tem comportamento empreendedor.

Então, na cabeça celetista ele pega o celular e diz: “Meu programa de TV!” Se dizer meu podcast já é ao contrário por que você está entregando e não consumindo, enfim, já é um pouco fator x. 

Arquétipos

Quem Consome Internet São Arquétipos Fracos

Quem consome mais a internet são os arquétipos mais baixos e o pior: Todo mundo tem o Fator X, só que não está ativado.

O filme Deadpool é um outro exemplo: Começa com ele dentro do bar bem depressivo e o cara chega pra ele e diz: “Cara! Você precisa morrer! Só que é o seguinte:

Você vai participar do meu programa de ativação e de Fator X. Aqui você vai morrer mesmo! Se escreve aqui por que vai morrer mesmo!”  Como ele não tinha nada a perder foi. 

Mas qual foi o estímulo que eles usaram pra ativar o Fator X? A resposta é o stress. Então, no Deadpool coloca um líquido nele até começar a se estressar pra ativar o fator x dele. 

Mas não conseguem ativar até a cena final, que pega fogo e ativa o fator de cura acelerada que é parecido com ao do Wolverine.

Então, você só precisa entender que esta chave da crise é o que as pessoas não sabem usar, pois, a crise ativa o fator x e o teu potencial, todo mundo tem o potencialidade, mas poucas ativam.

Mas só ativa o fator x com a crise? A resposta é que todo ritmo de passagem exige morte e o ideal é que você tenha várias mortes na vida, em suma, é muito bom morrer em vida e não a morte final.

Arquétipos

Tem uma história que representa isto:

Tem um cacique que está na aldeia e chega um caçador e diz: “Olha! Tua filha de 16 anos está de xamego com um fulaninho”. Então, o cacique responde: “Chama os outros caçadores!”

Aí os caçadores pegaram em flagrante o fulaninho e disseram: “Você vai morrer!”  e a filha desesperada dizendo pelo amor de Deus para o pai não o matar. 

Então, fazem um buraco, joga o fulaninho lá dentro com milhares de formigas e assim ele fica a noite inteira sendo picado por elas.

E toda vez que ele tentava sair do buraco os caçadores e guerreiros chutavam ele de volta para o buraco.

Passou-se um tempo, o cacique mandou tirar o fulaninho do buraco todo destruído e disse a ele: “A partir de hoje você é um homem! Você vai caçar com a gente e ir à guerra. E agora você pode andar com minha filha”.

Arquétipos

Homens Não Term Ritmo de Passagem

E qual é o ritmo de passagem que temos na nossa cultura? Não tem! A sabedoria divina é tão grande que a mulher tem um rito de passagem natural.

Mas os homens estão cada vez mais infantilizados e piores. Essa cultura de internet ela faz com que as pessoas se adolescentizem e promovem o culto direto ao prazer e a um custo de vida edonista.

Mas estilo de vida edonista não vai te levar próximo nível por que é um estilo de vida de frequência baixa.

O que aumentaria a tua frequência seria a dopamina por que ela faz você se movimentar na direção da Meta do alvo, então, quem consegue disparar a dopamina dentro de ti não pára.

Ela está sempre fazendo, adiando e procrastinando cada vez menos no seu dia a dia, pois, tem uma boa relação com a recompensa.  

Os arquétipos de frequências mais altas tem boa relação com a recompensa. Por exemplo: Talvez, vocês não saibam, o que motiva a vocês a continuarem com a sua vida se chama uma coisa chamada dopamina social

Dopamina social é: Quanto mais pessoas estiverem assistindo e curtindo mais você se sentem reconhecidos gerando mais dopamina, pois, ela é um reconhecimento externo. 




Arquétipos

Quais os 3 Arquétipos dos Brasileiros?

Eu quero que você imagina que você tem 12 imperadores ou forças dentro de você. E estas forças que te governam, embora, a gente acha que escolhemos algumas coisas mas são estas forças é que nos escolhem.

Existem 6 energias de frequências mais altas e as outras seis mais baixas. No inconsciente coletivo global e principalmente no Brasil 80% dos brasileiros, estão, dentro do arquétipo do orfão, inocente e do explorador.

O que isto quer dizer? Que 80% dos brasileiros se sentem abandonados, enfim, eles precisam de um salvador que caia do céu para salvá-los.

Por isso as religiões tem tanto espaço, pois, tem muito inocente que acha que alguém vai resolver a treta dele e que todos são iguais.

E tem o explorador que quer conhecer o mundo, viajar, ter experiências do que ter as coisas. Então, 80% das pessoas estão flutuando nestas 3 necessidades.

Estas pessoas querem alguém que diga como “liga” ou o que ele tem que fazer pra sair desta situação, em suma, a maior parte de produtos serviços atacam em cima disso.

Arquétipos: Eles Querem Esconder Isto de Você
arquetipo

Arquétipos

Onde são usados os arquétipos de Inocente, orfão e explorador?

Por exemplo: Finanças pegam o inocente, Deus pega o orfão e o explorador pega a vontade de querer algo novo e diferente que vai mudar a sua vida.

Hoje, a gente sabe que arquétipos, inconsciente coletivo individual e símbolos é o que tem de mais avançado na publicidade e propaganda.

Infelizmente, desde que o mundo surgiu existem estes códigos de dominação que são usados há muito tempo. Por exemplo: É fácil de ver na indústria do entretenimento

Caso você queira estudar isto a sério, você tem que olhar o apresentador em cima de um palco e esquecer o que ela está falando e focar nos símbolos que estão no palco, como é composto e qual é a mensagem de início, meio e fim. 

E se perguntar: Isto está me levando pra onde? Porque o jogo dos símbolos, do inconsciente coletivo e arquétipo é inconsciente, é como se tivessem duas camadas

Arquétipos

Os Arquétipos são Inconscientes

Se eu falo: “Vocês tem que andar com gente foda!” Quando isto acontecer vocês vão entender o que é o o bom da vida, certo?

Entendeu o que eu fiz? Quando é algo ruim eu aponto pra fora e quando é um fator bom aponto pra mim, é rápido e sutil. O teu cérebro inconsciente entende, mas o teu racional não.

Porque o jogo do inconsciente coletivo e simbólico não é o racional, por isso é difícil de entender. Isto se explica por que a maior parte das pessoas e da população cai igual a um pato, pois, não entendem. 

Ele não sabe o que tá acontecendo, porque a narrativa da primeira camada é uma e a narrativa da segunda camada é outra. A segunda camada é muito mais impactante do que a primeira

Imagine que a pepa pig ensina os teus filhos a não respeitarem a figura paterna dentro da família. O triste é que você vai ver muita gente colocando os filhos para assistir Peppa Pig.

O problema é que a criança suga tudo por que não tem filtro, já o adulto tem dificuldade de ver porque a linha de comunicação e de entrada possui muito filtro.

Enfim, tudo isto é muito usado pela indústria da comunicação.

Marcos Strider




Arquétipos

Quais os 12 Tipos de Arquétipos no Mundo?

É basicamente os arquétipos são conceitos básicos que regem a nossa vida em todos os hábitos, ou seja:

São eles os grandes responsáveis por influenciar o modo que a gente vê o mundo, interpreta as coisas, pessoas e situações, mesmo que inconscientes.

Em termos teóricos os arquétipos seriam a concepção de um universo, onde tudo é imutável e repleto de ideias originais. Sendo assim, no mundo das percepções sensíveis tudo o que sentimos é apenas a reprodução de algo que já existe no universo paralelo.

Parece confuso, não é? Mas você vai entender. Resumidamente, o arquétipo é um conjunto de modelos ideais guardados na nossa memória. E isto fica mais claro quando a gente pega para estudar sua etimologia.

Significado do Arquétipo

A palavra arquétipo, derivado do grego, vem da junção entre dois termos: Arché que significa principal ou princípio e tipós relativo a impressão, portanto, seria algo como primeira ou principal impressão que se tem de algo ou de alguém.

Esse conceito foi abordado pela primeira vez pelo psicólogo suíço Carl Gustav Jung em 1919. Na sua concepção essa ideia se refere a imagens primitivas presentes no inconsciente coletivo, desde os primórdios da nossa existência.

Tudo isso para explicar as histórias passadas de outras gerações, portanto, segundo e um os arquétipos serviriam como uma fonte primordial para o amadurecimento natural da mente.

Um  bom exemplo disso é a figura da mãe. Ela transmite os valores de segurança, carinho e amor, tanto, para um brasileiro ou quanto para um indiano, por exemplo, mesmo que os dois vêm de culturas, completamente, diferentes.

Portanto, essa seria uma consequência de uma imagem primitiva construída desde o começo da humanidade e que independente do tempo que se passe, ela ainda se mantém presente no inconsciente da maioria das pessoas.

E quando se fala em mãe todo mundo tem essa impressão, por fim, carl Jung conseguiu mapear 12 tipos de arquétipos durante a sua pesquisa sobre o inconsciente coletivo.

De modo geral todas as pessoas possuem vários arquétipos presentes na construção da sua personalidade, no entanto, uns tende a ser mais dominante, já outros não. Vamos a eles:

Arquétipos de Inocente

O inocente é aquele que vive em busca de adequar a sua vida em um estilo mais natural possível. De modo que possa exercer sua plenitude e vivenciar a sua natureza.

Também, são pessoas que costumam não ver maldade nos outros, pra eles todo mundo é bom desde que se prove ao contrário.

Arquétipo Explorador

Já o explorador é um perfil mais inquieto e que está sempre em busca de auxílios para sua jornada.

Sendo assim algo seria útil se for para torná-lo livre de alguma forma, independente e que não sejam produtos fixos e cheios de regras.

Enfim, são pessoas que procuram o antes de tudo a sua individualidade pelo mundo e não deixam que a rotina tome conta do seu estilo de vida.

Arquétipos do Sábio

O sábio é aquele que busca a verdade suprema que vai libertá-lo de alguma forma, onde o seu principal objetivo é viver plenamente.

Por meio do conhecimento de processos e dos fluxos de informação ele deseja controlar, mensurar, avaliar e validar cada passo que dá. 

É o arquétipo do especialista, porém, muito metódico e também muito detalhista. Ele se identifica com coisas que estimulem a sua criatividade, aptidões intelectuais e tudo o que eu faço a pensar e raciocinar.

Quais os arquétipos de carl jung
arquétipos

Arquétipo do Herói

O herói é um perfil muito dinâmico, veloz e ágil.

Em termos comerciais, as marcas que pretendem explorar esse tipo de pessoa ou arquétipo precisam oferecer produtos que estejam ligados as aptidões e competências ou que ofereçam desafios ligados ao perigo é a velocidade.

Portanto, o herói é disciplinado e tem orgulho disso. Foca seus esforços em sempre ser o melhor e mostrar que é possível dar a volta por cima mesmo com todas as dificuldades.

Arquétipo Fora da Lei

O fora da leil é fiel aos seus próprios valores e não aos valores vigentes. Ele é um ser carente por natureza que precisa chamar a atenção para si mesmo que para isso seja preciso cometer crimes, chocar ou humilhar as outras pessoas.

Portanto, o seu comportamento é sarcástico e cínico pra tentar desequilibrar a situação e ter o poder ao seu favor.

Arquétipo do Mago

O Mago se utiliza de conhecimentos que não podem ser explicados com números ou por meio de fórmulas.

A figura do mago pode ser associada a produtos que curam alguma coisa ou que seja uns relaxantes ou até mesmo que são altamente tecnológicos pela sua capacidade de catalizar as mudanças.

Leia também

Arquetipo: os 5 animais poderosos para transformação pessoal

Arquétipo Para Mudança de Vida

Arquétipo Cara Comum

O cara comum, frequentemente, associado aos sentimentos a menos e tranquilos, essas pessoas não expõe as suas convicções.

Elas não querem se destacar e sim se enquadrar no esquema comunitário onde se sintam parte integrante de uma maneira efetiva.

Correm sempre o risco de manipulação ao seguirem um grupo. Muitas vezes anulando suas vontades e desejos.  Um bom exemplo desse tipo de arquétipo é a figura do Homem bonzinho.

Arquétipos do Bobo da Corte

O bobo da corte trata-se de um arquétipo muito verdadeiro.

Ele não tá preocupado em se esconder dentro de um grupo e ele busca por aceitação, porém, ele precisa que o grupo aceite como ele é, com seu jeito espontâneo e brincalhão, enfim, essa é a sua maneira de encarar a vida.

Arquétipo do Amante

O amante é caracterizado pelo culto à beleza e pela valorização do romance e do sexo, através da invocação de tudo que manifeste atração física e admiração pessoal, portanto, amante evoca, também, a elegância, o lúdico e o erótico, além de diversos prazeres efêmeros.

Arquétipo do Criador

Qualquer atividade de cunho artístico é útil na satisfação do desejo, harmonia e da estabilidade desse tipo de arquétipo. O Reconhecimento dos seus feitos, também, é muito importante pra ele.

Arquétipos do Governante

O governante está sempre no comando em o controle de tudo.

É típico de ser mostrado como um indivíduo, extremamente, responsável e que joga com muitas responsabilidades importantes.

Portanto, ele pode ser resumido em termos de responsabilidade, competência e soberania, ele, também, é um tanto ambicioso.

Arquétipo do Cuidador

O prestativo é um altruísta movido pela compaixão e pela generosidade e pelo desejo de ajudar os outros. Ele tem a instabilidade e a dificuldade.

Não tanto por si mesmo! Mas pelo impacto sobre as pessoas menos afortunadas ou menos resistente aos choques.

Enfim, estes são os 12 tipos de arquétipos definidos por Carl Jung.

Pode ser que você tem as identificado com algum ou tenha lembrado de alguém que se encaixa nesses perfis e isso é normal.

Afinal, essas ideias são pré-concebidas no nosso inconsciente coletivo e tende a se manifestar em diferentes culturas ou épocas 

Fonte: Psicologicamente

Picture of Walmei Junior

Walmei Junior

Sou Administrador de Empresa, Pós Graduado em recursos Humanos (MBA). Além de ser Coach, Palestrante, Practitinoer em Programação Neurolinguística, Hipnólogo e apaixonado pela mente humana e auto conhecimento.

Comente o que achou:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

---------------Veja mais---------------

PARA MAIORES INFORMAÇÕES CLIQUE NAS FIGURAS ABAIXO PRA COMPRAR.