AdBlock Detected

Parece que você está usando um bloqueador de anúncios!

Por favor. Contribua com nosso trabalho desativando o bloqueio de anúncios. Obrigado!

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Dicas de Desenvolvimento Pessoal, Relacionamento Afetivo e Frases Motivacionais

Preocupação: Entenda Como Você Pode Resolvê-la

Preocupação: Para o Que a Sua Mente Mais se Preocupa?




Neste texto você encontrará uma reflexão sobre preocupação e como lidar com ela. Espero que gostem e boa leitura.

O que é Preocupação?

 

A preocupação é uma resposta emocional e cognitiva comum em seres humanos, caracterizada pela antecipação de problemas, perigos ou situações desafiadoras.

Ela envolve a ruminação sobre eventos futuros, frequentemente, acompanhada por sentimentos de ansiedade, incerteza e tensão.

A preocupação é um processo mental que muitas vezes surge quando as pessoas estão enfrentando situações desconhecidas, ameaças percebidas ou quando têm dificuldade em lidar com a incerteza.

Ela pode variar em intensidade, desde preocupações leves e transitórias até a preocupação crônica e debilitante, conhecida como transtorno de ansiedade generalizada (TAG).

As preocupações podem ser categorizadas em duas formas principais: Preocupações produtivas e  improdutivas.

As preocupações produtivas podem motivar ações construtivas para resolver problemas, enquanto, as preocupações improdutivas tendem a ser repetitivas e paralisantes, não levando a soluções eficazes.

Embora a preocupação seja uma resposta natural e adaptativa em muitos casos, um excesso de preocupação pode prejudicar o bem-estar e a qualidade de vida.

O gerenciamento da preocupação envolve o desenvolvimento de habilidades de enfrentamento, como a busca de apoio social, técnicas de relaxamento e a capacidade de avaliar a realidade das preocupações.

Em situações em que a preocupação se torna debilitante, a busca de apoio de profissionais de saúde mental, como psicólogos ou psiquiatras pode ser apropriada para lidar com o problema de forma eficaz.

Preocupação: Entenda Como Você Pode Resolvê-la
Preocupar

Preocupação Excessiva: Quais são os Impactos em Você?

 

A preocupação excessiva pode ter impactos significativos na saúde mental, emocional, física e no funcionamento cotidiano de uma pessoa.

Aqui estão alguns dos efeitos negativos que a preocupação crônica e excessiva pode causar:

Ansiedade Generalizada:

A preocupação excessiva é um sintoma central do Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), uma condição em que a preocupação crônica é desproporcional à gravidade da situação e interfere nas atividades diárias.

Estresse Crônico:

Preocupações contínuas podem levar ao estresse crônico, afetando a saúde física e mental.

O estresse prolongado pode contribuir para problemas como hipertensão, distúrbios do sono, dores de cabeça e outros sintomas físicos.

Depressão:

A preocupação constante e a sensação de impotência podem levar à depressão. A sobrecarga emocional e a perda de interesse por atividades que antes eram apreciadas são características comuns da depressão.

Relacionamentos Afetados:

A preocupação excessiva pode prejudicar relacionamentos, tornando a convivência mais difícil, em suma, a tendência de se preocupar, constantemente, com problemas pode afastar amigos e familiares.

Desempenho no Trabalho ou Estudos:

Estar preocupado de forma excessiva pode prejudicar o desempenho no trabalho ou nos estudos, tornando difícil a concentração e a tomada de decisões eficazes.

Autoestima Reduzida:

Ficar preocupado de forma constante pode minar a autoestima, levando à autocrítica e à falta de confiança.

Saúde Física:

 

O estresse crônico associado à preocupação excessiva pode aumentar o risco de problemas de saúde física, como doenças cardiovasculares, problemas gastrointestinais e supressão do sistema imunológico.

Insônia:

A ruminação sobre preocupações pode levar à insônia, tornando difícil adormecer ou manter um sono de qualidade.

É importante reconhecer quando ela se tornou excessiva e assim buscar ajuda quando necessário.

Terapias cognitivo comportamentais, técnicas de relaxamento, meditação e em alguns casos medicação sob supervisão médica podem ser eficazes no tratamento da preocupação crônica.

O suporte de amigos, familiares e profissionais de saúde mental também desempenha um papel crucial na superação da preocupação excessiva e na promoção do bem-estar.

A Preocupação Não Existe

A sua Mente está preocupada por que ela só tem pensamentos passados, portanto, seu estado de stress e tristeza é com fatos que já se passaram ou com o futuro.

Se você está sofrendo neste exato momento, saiba, que você só está assim por que o que você vê só é passado. Por isto você se preocupa tanto, pois, na sua mente só passa fatos passados.

Preocupação com Assaltos

 

Por exemplo: Se um homem ou alguma mulher acabou com a sua vida, obviamente, você vai olhar para todas as outras mulheres ou homens com a mesma experiência que você teve no teu passado.

Portanto, entenda que sua preocupação nada mais são que seus próprios pensamentos projetados para fora.

Um dia fui num curso e uma moça reclamou que tem síndrome do pânico por que ela é muitas vezes assaltada na avenida que ela mora em São Paulo.

Em contrapartida, uma mesma pessoa mora na mesma avenida e sabem o que ela disse na reunião?

“Engraçado! Eu moro aqui há 10 anos e nunca fui assaltada”

Então, parem pra pensar: Como uma pessoa é assaltada e a outra não? A única resposta é a sua mente.

A tua mente não pode aprender o presente, que é o único tempo que existe, portanto, não pode compreender o tempo e, aliás, coisa alguma.

A sua preocupação não existe, pois, é uma ilusão, em suma, pensar em preocupações é estar no passado ou no futuro.

Então, uma sugestão ou ideia: Que tal reconhecer que sua mente está em branco, em vez de acreditar que está cheia de ideias reais? Este seria o primeiro passo para abrir o caminho para a verdadeira visão.

Faça este exercício de olhos fechados, isto porque, você não pode ver coisa alguma, apesar de ser difícil engolir esta ideia, entretanto, não tem jeito: Você não vê com os olhos, e sim com suas ideias.

Enfim, sua preocupação não existe, por que, simplesmente, sua mente só trata o passado ou o futuro, ela nunca está no presente.

Como Resolver a Preocupação?

 

Se preocupar de forma excessiva pode ser um desafio, mas existem estratégias eficazes para lidar com ela e reduzir seus impactos negativos.

Aqui estão algumas maneiras de resolver a preocupação:

Autoconhecimento:

O primeiro passo é reconhecer que você está, constantemente, preocupado e compreender os gatilhos que desencadeiam essa preocupação.

Identificar as situações, pensamentos ou padrões de comportamento que agravam a preocupação é essencial.

Prática da Mindfulness:

A prática da atenção plena (mindfulness) envolve focar sua atenção no momento presente e aceitar pensamentos e emoções sem julgamento.

Isso pode ajudar a reduzir a ruminação sobre o passado ou a ansiedade em relação ao futuro.

Estabeleça Limites de Preocupação:

 

Defina períodos específicos durante o dia para se preocupar. Por exemplo, reserve 15-30 minutos pela manhã e à noite para pensamentos preocupantes. Fora desses momentos, tente redirecionar sua mente para outras atividades.

Anote Suas Preocupações:

Manter um diário de preocupações pode ajudar a externalizar pensamentos intrusivos e facilitar a análise posterior.

Escrever sobre suas preocupações pode ajudar a colocá-las em perspectiva.

Resolução de Problemas:

 

Se uma preocupação for legítima e estiver dentro do seu controle, concentre-se em encontrar soluções práticas. Desenvolva um plano de ação para enfrentar a situação.

Desafie Pensamentos Negativos:

Pratique a terapia cognitiva desafiando pensamentos negativos e irracionais que alimentam a preocupação. Pergunte-se se suas preocupações são baseadas em fatos concretos.

Relaxamento e Técnicas de Redução de Estresse:

Incorporar técnicas de relaxamento como exercícios de respiração profunda, meditação e ioga, pode ajudar a reduzir o estresse e acalmar a mente.

Atividade Física:

A prática regular de atividade física é uma maneira eficaz de liberar a tensão e melhorar o estado de ânimo, reduzindo a preocupação.

Busque Apoio Profissional:

Se a preocupação é debilitante e interfere significativamente na sua vida, considere procurar ajuda de um profissional de saúde mental, como um psicólogo ou psiquiatra.

Eles podem oferecer terapias específicas, como a Terapia Cognitivo-Comportamental, que são eficazes no tratamento da preocupação crônica.

Lidar com a preocupação excessiva pode ser um processo gradual, e a prática consistente dessas estratégias é fundamental.

Com paciência e perseverança é possível aprender a controlar a preocupação e melhorar a qualidade de vida.

Walmei Junior

Picture of Walmei Junior

Walmei Junior

Sou Administrador de Empresa, Pós Graduado em recursos Humanos (MBA). Além de ser Coach, Palestrante, Practitinoer em Programação Neurolinguística, Hipnólogo e apaixonado pela mente humana e auto conhecimento.

Comente o que achou:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

---------------Veja mais---------------

PARA MAIORES INFORMAÇÕES CLIQUE NAS FIGURAS ABAIXO PRA COMPRAR.